Cinco Pilares

Roger Williams desenvolveu muitos valores e comportamentos que eram incomuns e sem precedentes. Aqui estão as cinco principais práticas que diferenciaram Roger de seus contemporâneos e que são especialmente relevantes atualmente.

Freedom of Conscience

Liberdade de consciência

Tendo sido banido de Massachusetts Bay, Roger Williams transformou a sua nova comunidade em um modelo de respeito a outras crenças, aceitando aquelas com as quais ele não concordava, em assuntos políticos e religiosos, contanto que todos fossem bons cidadãos e trabalhassem para o bem da colônia.

Learning from Others

Aprendendo de outros

Essencial para a sua sobrevivência foi o fato dele ter sido capaz de se adaptar ao mundo de Narragansett Bay, aprendendo com os índios Narragansett, inclusive como falar o idioma e como ver o mundo a partir do ponto de vista deles. Antes, ele já dominava quatro idiomas: francês, holandês, hebraico e latim. Ele até mesmo manteve uma longa correspondência com as autoridades que o haviam banido de Massachusetts.

Learning from the Land

Aprendendo da terra

Com a ajuda dos Narragansetts, Roger Williams se tornou hábil em viver no seu ambiente novo e desconhecido. Ele estudou a terra e a água ao redor de Narragansett Bay e utilizou locais tradicionais como quedas de água e grandes rochas para demarcar as fronteiras do seu povoado. Dos Narragansetts, ele também aprendeu técnicas de pesca e de agricultura, e as estratégias deles para o uso da terra de forma sábia.

Imagination

Imaginação

Williams ousou imaginar conceitos que ainda não existiam. Quando ele chegou aqui, Rhode Island era um conceito totalmente novo, que enfrentava resistência por parte das colônias vizinhas e ainda não tinha sido aprovada pela Inglaterra. Com paciência e perseverança, ele foi capaz de transformar sua visão em realidade. Nenhum outro estado americano deve sua origem tão completamente a uma pessoa, que inventou uma nova comunidade a partir do zero.

The Common Good

O bem comum

Roger Williams sabia que não era suficiente criar uma colônia de indivíduos pensando livremente. Para as pessoas de Rhode Island sobreviverem, elas precisavam trabalhar juntas para o bem comum. Apesar de sua própria resistência à autoridade anteriormente em sua vida, ele foi capaz de articular uma visão convincente de comunidade e de persuadir outros a trabalharem para isto. Com uma abordagem pragmática e disposição para constituir um exemplo, ele converteu seu ideal imaginado em uma realidade funcional.